Diante de crise hídrica, Rio anuncia adoção de fontes alternativas de energia

Diante da crise hídrica que afeta o sistema elétrico de todo país, a cidade do Rio vai adotar fontes de energia alternativas. Coordenada pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, a iniciativa prevê o uso de energia eólica e solar para abastecer o Centro Administrativo São Sebastião, sede da Prefeitura.

Segundo a pasta, o abastecimento vai ser viabilizado por um pregão, que deve ser aberto ainda neste ano. A estimativa é que com a ação, mais de 1 milhão de quilowatt-hora por mês não vão mais precisar vir de hidrelétricas.

De acordo com o secretário municipal de Fazenda, Pedro Paulo, a energia seria comprada diretamente com as geradoras, propiciando uma economia de R$ 4 milhões ao ano nas contas públicas.

O objetivo é ampliar o projeto para outras estruturas do município, como hospitais, escolas e empresas públicas. Uma parceria público-privada para a implantação de uma fazenda de energia solar em um aterro sanitário desativado em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, também está sendo formulada.

Fonte: Band News

Compartilhe esse artigo em suas redes:

Nos acompanhe nas redes sociais

Parceiros

De: Coletivo Lift Para: Mundo

Copyright © 2021. All rights reserved.