Inaugurada por FURNAS, planta de testes de produção de hidrogênio verde conta com soluções SMA

Para o desenvolvimento do projeto de P&D foram investidos cerca de R$ 45 milhões

A primeira planta de testes de produção de hidrogênio verde de Furnas foi inaugurada na quarta-feira, 8 de dezembro, na usina hidrelétrica de Itumbiara (MG/GO). A cerimônia de inauguração do empreendimento, parte do projeto estratégico de P&D da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), contou com a presença do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e do presidente da empresa, Clovis Torres.

O projeto combina a construção de usinas de energia solar fotovoltaica, tanto fixas em solo (800kWp) quanto em estruturas flutuantes (200kWp), totalizando 1MW de geração, além de plantas de armazenamento de energia em baterias de lítio e hidrogênio verde, que realizam a geração e armazenamento de hidrogênio a partir da eletrólise da água. Para o hidrogênio ser considerado verde, é imprescindível que a fonte de energia para a eletrólise seja limpa, como a energia eólica ou a energia solar fotovoltaica.

Batizado de “Desenvolvimento de sinergia entre as fontes hidrelétrica e solar com armazenamento de energias sazonais e intermitentes em sistemas de hidrogênio e eletroquímico – SHSBH2”, esse projeto de P&D é resultado de uma parceria de FURNAS com a empresa Base Energia Sustentável, associada à Universidade Estadual Paulista (Unesp); Universidade de Campinas (Unicamp); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Universidade de Bradenburgo (Alemanha), instituição acadêmica com experiência no armazenamento de hidrogênio; e a PV Solar, empresa parceira experiente em implantação de sistemas fotovoltaicos.

A utilização de reservatórios para produção e armazenamento de energia fotovoltaica representa mais uma etapa no aproveitamento de uma fonte renovável, como a luz do sol, de forma sustentável e economicamente viável. Esse trabalho permite que as usinas da empresa se transformem em unidades híbridas, com geração de energia hidrelétrica e solar.

A geração de hidrogênio verde é uma tecnologia já dominada, por isso parte da inovação desse projeto é o estudo de forma de armazenar e despachar a eletricidade gerada para suprir a demanda do sistema elétrico, que varia ao longo do dia, e a inserção da eletricidade no Sistema Interligado Nacional (SIN).

A Usina Hidrelétrica de Itumbiara foi escolhida por apresentar os melhores índices para geração solar fotovoltaica, em relação às demais unidades de FURNAS, e por possuir um reservatório adequado para a instalação dos painéis fotovoltaicos em estruturas flutuantes. Um dos destaques do projeto foram os equipamentos da alemã SMA, líder em inversores fotovoltaicos. A SMA desenvolve produtos e soluções que melhoram o rendimento energético das plantas instaladas em telhados de residenciais, comércios, indústrias e usinas fotovoltaicas de grande porte. Em Itumbiara estão sendo usados 10 inversores SMA Sunny High Power SHP75-10, 8 deles em solo em uma planta de 800 kWp solo e dois para a planta flutuante, localizada mais próximo à barragem. Também estão sendo utilizados dois sistemas de monitoramento SMA Inverter Manager IM-20, além de 11 SMA String Combiner Box 100MB16F230.

Confira os equipamentos e detalhes do projeto de P&D na Usina Hidrelétrica de Itumbiara:

  • 10 Inversores solar SMA Sunny High Power SHP75-10
  • 2 Sistemas de monitoramento SMA Inverter Manager IM-20
  • 10 SMA String Combiner box 100MB16F230
  • 1 Banco de baterias 600 kWh da WEG
  • 1 Eletrolisador Alcalino da Hydrogenics
  • 1 Célula a Combustível da Hydrogenics
  • 2.564 Painéis Solares Trina 390W cada, totalizando 1MWp
  • 1 Conjunto de estruturas de fixação Politec fixa ao solo
  • 1 Conjunto de estruturas flutuantes desenvolvida pela BASE

Em um primeiro momento, a produção não será comercializada, mas destinada ao Sistema de Serviços Auxiliares da unidade, como iluminação, tomadas, ventilação etc. A transmissão dessa energia sairá da planta para o barramento de 13,8kV da subestação da própria Usina Hidrelétrica por meio das redes aérea e subterrânea.

Após a comprovação da eficiência do projeto e sua colaboração para a diversificação da matriz energética brasileira, FURNAS pode optar por incluir o projeto de Itumbiara em sua matriz de geração de energia elétrica.

Sobre a SMA:
Como especialista líder mundial em tecnologia de sistemas fotovoltaicos, o Grupo SMA estabelece hoje os padrões para o fornecimento descentralizado e renovável de energia do futuro. Sua linha de produtos inclui uma ampla variedade de inversores e soluções abrangentes para usinas fotovoltaicas de todas as classes de potência, sistemas inteligentes para gerenciamento de energia, sistemas de bateria, bem como soluções de carregamento para veículos elétricos, aplicações de energia para gás, hidrogênio e hibrídas. A oferta é complementada com serviços de energia digital e amplos benefícios, entre os quais a gestão operacional e manutenção de centrais fotovoltaicas. Os inversores SMA, com uma potência total de aproximadamente 110 GW, são usados em mais de 190 países ao redor do mundo. A tecnologia multipremiada da SMA está protegida por mais de 1.700 patentes e modelos de utilidade registrados. Desde 2008, a matriz do grupo, a SMA Solar Technology AG – com sede na Alemanha – está listada no Prime Standard da Bolsa de Valores de Frankfurt (S92), bem como no índice TecDAX.

Sobre Eletrobras Furnas:
A Eletrobras Furnas nasceu com a missão de evitar o colapso energético que ameaçava o processo de industrialização do Brasil na década de 50. Ao longo das últimas seis décadas, a empresa ampliou a sua participação em fontes renováveis, convencionais e alternativas, e se tornou referência para outras empresas de energia. Integram seu sistema 21 usinas hidrelétricas, 2 termelétricas e 1 complexo eólico, próprios ou em parceria com a iniciativa privada, além de cerca de 35 mil km de linhas de transmissão e 69 subestações. A empresa hoje está presente em 15 estados e no Distrito Federal. Com 2.082 MW de capacidade instalada, a Hidrelétrica de Itumbiara, localizada entre os municípios de Itumbiara (GO) e Araporã (MG), produz energia para cerca de quatro milhões de pessoas.

Sobre a Base Energia Sustentável:
BASE Energia Sustentável é uma empresa fundada em 1998, dedicada ao desenvolvimento e implementação de soluções para infraestruturas, notadamente no âmbito energético, auxiliando usuários, concessionárias e produtores independentes de energia elétrica a reduzirem custos e ampliarem condições de sustentabilidade na então recém reestruturada indústria de energia elétrica no Brasil. Os fundadores da BASE desenvolveram extensa experiência profissional no setor de energia no Brasil ao longo de mais de 30 anos de trabalho, notadamente em energia renovável, incluindo aspectos ambientais e regulatórios. Essa experiência inclui projetos desenvolvidos no Brasil e internacionalmente, juntamente a concessionárias, produtores independentes de energia, órgãos governamentais em diferentes esferas, instituições nacionais e internacionais, instituições financeiras multilaterais, e instituições governamentais multilaterais.

Fonte: SMA Brasil

Compartilhe esse artigo em suas redes:

Nos acompanhe nas redes sociais

Parceiros

De: Coletivo Lift Para: Mundo

Copyright © 2021. All rights reserved.