Prefeitura do Recife inaugura Centro Educativo que busca conscientizar população sobre energias renováveis e mudanças do clima

A capital pernambucana ganha um novo espaço para divulgar e promover temas relacionados às mudanças climáticas, às energias renováveis e ao desenvolvimento de baixo carbono e resiliência de forma lúdica, interativa e acessível. A inauguração do Centro Educativo de Energia Renovável e Mudança do Clima, no Econúcleo do Parque da Jaqueira, aconteceu nesta segunda-feira (13) com a participação de estudantes da Escola Municipal Virgem Poderosa, dos secretários Carlos Ribeiro (Meio Ambiente e Sustentabilidade) e Fred Amâncio (Educação) e de Leta Vieira, Coordenadora do Escritório Pernambuco e Coordenadora de baixo Carbono e Resiliência do ICLEI Brasil. A iniciativa é da Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, em parceria com o ICLEI América do Sul. O local funciona de terça a domingo, das 09h às 16h, mediante agendamento através do email meioambiente@recife.pe.gov.br, colocar no assunto: Centro Educativo Jaqueira.

O Centro Educativo é um espaço dedicado à educação ambiental e a divulgação científica sobre energias renováveis e mudança do clima e consolida o EcoNúcleo da Jaqueira como polo de atividades que corroboram com a agenda climática da cidade. O espaço vai receber exposição de longa permanência, em área coberta de 20,25m². A narrativa da exposição será composta por textos, imagens e experiências interativas e analógicas, que convidam o visitante a participar e refletir sobre o tema da mostra ativamente. O público-alvo são visitantes do local, estudantes de escolas municipais, colaboradores, grupos ambientais e grupos liderados pela Prefeitura ou ICLEI. A intenção é democratizar o acesso ao conhecimento sobre mudanças climáticas e energias, assim como sensibilizar a população em relação à preservação do Meio Ambiente. Além de divulgar o conhecimento científico através de um aparelho cultural multiuso e inclusivo, a exposição de longa permanência, com temática socioambiental proporciona experiências interativas, lúdicas e transformadoras, agregando valor público para a sociedade de Recife.

Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, Carlos Ribeiro, o Centro Educativo promoverá a educação ambiental principalmente das crianças e das juventudes, mostrando de maneira prática e didática os efeitos causados pela mudança do clima. “Será um espaço de vivência e de disseminação de conhecimento para a construção de um futuro mais resiliente e com maior consciência ambiental”, afirma o secretário. Ao lado da instalação de um sistema fotovoltaico de autogeração de energia elétrica no Hospital da Mulher do Recife (HMR), lançada oficialmente no início de agosto, o Centro Educativo é um resultado concreto do LEDS Lab, um laboratório de financiamento de projetos climáticos ligado à iniciativa Urban-LEDS II, financiada pela União Européia.

Leta Vieira, coordenadora do Escritório Pernambuco e Coordenadora de baixo Carbono e Resiliência do ICLEI Brasil, reforça a importância do local. “Recife é uma cidade modelo para política do clima . Essa iniciativa é uma parceria do ICLEI com a ONU-HABITAT; o ICLEI atua em algumas cidades que a gente considera relevantes e que tenham a capacidade de implementar as políticas do clima. Com isso, a gente propôs a cidade para fazer esse espaço educativo aqui no Econúcleo da Jaqueira para que as crianças e pessoas de todas as idades possam vir visitar e entender um pouco mais sobre a mudança do clima. É uma forma lúdica, interativa para que as pessoas se apropriem um pouco mais dessa temática tão importante na atualidade”, avalia Leta.

Segundo o secretário de Educação, Fred Amâncio, o Centro Educativo vai reforçar o que os alunos já aprendem em sala de aula. “O Econúcleo é um espaço interessante do ponto de vista de você trabalhar com educação ambiental, que é muito bom, principalmente, para as crianças e estudantes poderem aproveitar mais o espaço. Através desse local, os nossos alunos vão ter um olhar bem mais especial para o nosso planeta, para que ele seja um lugar cada vez melhor para viver. Além disso, o Centro Educativo, em pleno Parque da Jaqueira, um dos nossos corações verdes da cidade, será mais um espaço para os estudantes poderem aprender mais sobre meio ambiente, sustentabilidade e mudança climática”, disse o secretário.

Com apenas 10 anos, a estudante Allana Grabrielly, já tem consciência dos cuidados que podem ser tomados para preservar o meio ambiente. “Podemos fazer reciclagens, jogar o lixo no lugar certo, não jogar nos rios, plantar árvores para limpar o ar. A gente pode fazer muita coisa para cuidar do meio ambiente e eu gostei desse espaço porque ele nos ensinou que cada um pode fazer a sua parte”, comentou a estudante.

Sobre o LEDS Lab

Lançado em 2019, o LEDS Lab é um laboratório de financiamento de projetos climáticos que tem por objetivo aprimorar a capacidade instalada nas prefeituras para a elaboração de projetos financiáveis de mitigação e adaptação à mudança do clima. A partir da iniciativa, foram desenvolvidos projetos piloto e idealizados Centros Educativos de Energias Renováveis e Mudança do Clima. Ao longo de 2021, iniciou-se a fase de implementação dos projetos e desenho dos Centros Educativos.

O LEDS Lab é um dos componentes do Urban-LEDS II: Acelerando a Ação Climática por meio da Promoção de Estratégias de Desenvolvimento Urbano de Baixas Emissões, iniciativa focada em tornar as estratégias de desenvolvimento de baixa emissão uma parte fundamental da política e planejamento urbano nas cidades. Financiado pela Comissão Europeia e implementado pelo ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade em parceria com a ONU-Habitat, o Urban-LEDS II contou com investimento de 8 milhões de euros para apoio de cerca de 60 cidades ao redor do mundo, na condução de suas estratégias climáticas alinhadas ao Acordo de Paris.

Na América do Sul, dois países fazem parte do Urba-LEDS II: Brasil e Colômbia. No Brasil, as cidades participantes são Belo Horizonte, Betim, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e Sorocaba. Na Colômbia, os governos locais são Cartago, Envigado (Área Metropolitana do Vale do Aburrá), Ibagué, Manizales, Santiago de Cali, ópaga e Valledupar.

Sobre o ICLEI América do Sul

ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade é uma rede global de mais de 2.500 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativos em mais de 125 países, influencia as políticas de sustentabilidade e impulsiona a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular. Mais informações em: https://americadosul.iclei.org/

Fonte: Defesa

Compartilhe esse artigo em suas redes:

Nos acompanhe nas redes sociais

Parceiros

De: Coletivo Lift Para: Mundo

Copyright © 2021. All rights reserved.