Eneva compra Focus Energia

Teste os nossos serviços agora

Entre em contato com um de nossos representantes e entenda como iremos potencializar seus negócios.

A Eneva anunciou nesta quarta-feira, 15 de dezembro, uma combinação de negócios com a Focus Energia. O investimento é de R$ 960 milhões e permitirá à companhia diversificar fontes de energia e modelos de negócio, em linha com sua estratégia de crescimento para liderar uma transição energética justa e inclusiva, com energia mais limpa, econômica e eficiente. A Focus Energia atua em três linhas de negócio: Comercialização de Energia Elétrica, Geração e Geração Distribuída. No ano passado, a Eneva já havia tentado comprar a AES Brasil.

Com a transação, a Eneva incorpora a empresa e assume os ativos operacionais, carteira de contratos e clientes, além de todo o portfólio de projetos da companhia, que somam 3,7 GWp de potência instalada. O portfólio de geração é composto por dois ativos operacionais e um pipeline de geração centralizada e distribuída, localizados nos estados de Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul. Entre os projetos está o Parque Futura 1, 2 e 3 (BA). Quando comissionado, Futura 1 será o maior complexo solar do Brasil, com uma capacidade instalada de 670 MW.

De acordo com Pedro Zinner, CEO da Eneva, ao avaliar a transação, foi identificada como uma boa oportunidade de obter retorno atrativo e ao mesmo tempo promover uma combinação de linhas negócio complementares, como o pipeline de projetos renováveis e a expertise da empresa na comercialização de energia elétrica, com acesso a uma grande base de clientes. Para ele, a crença é que com a incorporação, há uma oportunidade de trazer um ativo que irá acelerar a implementação da estratégia da Eneva como um player integrado de soluções de energia.

O executivo destaca ainda que a transação levou em conta o potencial de estruturação de novos projetos de geração, visando à viabilização de investimentos em ativos de fontes renováveis, principalmente solar, que é considerada uma das principais frentes de crescimento de energia do próximo decênio.

A Focus iniciou operações como uma comercializadora de energia em 2015 e no início deste ano fez seu IPO objetivando financiar seu pipeline de projetos renováveis. A aquisição da empresa pela Eneva deve acelerar o avanço dos projetos, que são fortes candidatos a acompanhar o crescimento do mercado de energia renovável com previsão de mais de 170% até 2030. A Focus teve lucro de R$ 8,5 milhões no terceiro trimestre e no fim de novembro firmou um aditivo com a Trina Solar para o fornecimento de módulos fotovoltaicos bifaciais para o projeto Futura 1 (BA – 671 MW). A Trina assumiu esse fornecimento após a negativa da Risen Energy em cumprir as condições acertadas em contrato, o que poderia colocar em risco a realização do empreendimento solar.

A incorporação agora será votada em Assembleia Geral nas duas empresas e a operação será submetida ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Fonte: Canal Energia

Compartilhe esse artigo em suas redes:

Nos acompanhe nas redes sociais

Parceiros

De: Coletivo Lift Para: Mundo

Copyright © 2021. All rights reserved.